Porque utilizo a técnica de plantar stakes no mercado?

Escrito por Diogo Gonçalves

Porque utilizo a técnica de plantar stakes no mercado?

Boas pessoal do dia de trading, hoje vou falar sobre uma das características base em que assenta o meu estilo de trading. Vou apresentar alguns traders que utilizavam esta técnica, vou também falar sobre o porquê que utilizo esta técnica, e as vantagens e desvantagens de plantar stakes no mercado.

Traders conhecidos que utilizavam esta técnica

Se fizermos uma retrospetiva e revermos os métodos dos traders mais antigos, reparamos que muitos deles, cada um à sua maneira, tirava vantagem desta técnica.

Focando apenas em traders em que o seu mercado principal era o match odds, alguns exemplos são:

  • O Paulo Rebelo, numa estratégia em que fazia a descida da odd do empate. Tirava vantagem de ter stakes em lay plantadas para ganhar posições e sair do mercado, tendo um tempo de exposição mais curto, pois era o primeiro a ser correspondido na odd que queria;
  • O Daniel do blog valor esperado, principalmente com o famoso tiki-taka, mas também com as situações de aflição, em que mal entrava no mercado, plantava stakes para sair perto das odds de referência;
  • O mr23 do backoulay, trading muito baseado em plantar stakes no mercado;
  • O trader do odd justa, que apesar de não falar nisto especificamente, acredito que de alguma forma tirasse partido desta técnica, pelo que fui percebendo nos seus posts;
  • E na comunidade brasileira de trading esportivo, um post muito bom do Anderson Mangili que fala sobre este tema.
plantar stakes
Imagem retirada do post de Anderson Mangili na comunidade brasileira de trading esportivo

Ao longo do tempo, fui tentando absorver conhecimento de todos eles e criando o meu próprio estilo de trading. Esta era uma técnica muito utilizada por estes traders e atualmente é muito frequente no meu método de trabalho.

Mas então, em que consiste exatamente a técnica de plantar stakes no meu método de trabalho?

Uma técnica que utilizo várias vezes durante os jogos, para tentar beneficiar das movimentações do mercado a cada lance, que muitas vezes são sem nexo e/ou excessivas.

O objetivo passa por, colocar stakes alguns ticks abaixo e/ou acima da odd estável naquele momento do jogo, e monitorizar ao segundo, tanto o mercado como o jogo, deixando a decisão de entrada ou não da stake para os últimos momentos antes desta ser correspondida. Esta decisão tem como base vários fatores, e nem sempre tem uma resposta única e objetiva.

O número de ticks que deixamos de intervalo entre a odd estável e a odd em que vamos plantar stakes, depende muito da volatilidade do mercado que estamos a trabalhar. Há alguns jogos em que o mercado mexe relativamente poucos ticks (1/2 ticks), e outros em que os movimentos em cada jogada é maior (3/4 ou mais ticks).

Esta volatilidade nem sempre é proporcional à liquidez do mercado. Mas diria que a probabilidade de volatilidade nos mercados com mais liquidez em live é bem maior do que a nos mercados com menos liquidez.

plantar stakes
Imagem ilustrativa de 3 stakes de 100 plantadas em back, e 3 stakes de 100 em lay

Como saber se devemos deixar a stake ser correspondida ou não?

Este é um dos pontos chave desta técnica, mas acaba por nem sempre ser fácil esta decisão. Vai depender da situação, do mercado, da leitura de jogo, das equipas, da odd relativa etc… apenas com a experiência iremos saber o que fazer nas várias situações.

Temos de conseguir perceber, se nesta altura, dentro da nossa estratégia é uma situação vantajosa e de valor para deixarmos a stake ser correspondida.

Algumas situações em que deixo a stake ser correspondida

Apesar disso, há situações que são relativamente fáceis de avaliar. Por exemplo: equipa A ganha a posse de bola, e lança um contra-ataque perigoso. É neste preciso momento que o trader, que quer abrir ou fechar posição, com base neste lance específico, mete a sua stake. Mas, como todos sabem, a stake não entra instantaneamente. Demora, no mínimo 5 segundos de entrada (muitos jogos até são 7 ou 9 segundos de entrada). E são estes segundos que nós temos de vantagem. Ganhamos tempo para analisar o desenrolar deste contra-ataque.

Se o jogador que recupera a bola, 1/2 segundos depois faz um passe errado, ou em 3/4 segundos a jogada já não é assim tão perigosa, temos aqui uma oportunidade de deixar as nossas stakes serem correspondidas e lucrar posteriormente quando o mercado voltar a estabilizar.

Utilizo muitas vezes também em situações padrão de back ou lay claro. Em que o mercado oscila demasiado contra a equipa que está melhor em campo, e eu aproveito para deixar corresponder mais stakes, fechando posteriormente, melhorando assim o meu preço médio. No meu ponto de vista esta situação tem valor, por achar que não faz sentido a odd mexer tanto, pois a equipa está bem melhor que o adversário.

Quais as principais vantagens e desvantagens desta técnica?

Vantagens

A primeira vantagem que eu reconheço nesta técnica, é o facto de ganharmos tempo em relação a quem entra no mercado no momento em que o lance acontece. Dá-nos preciosos segundos, que podemos usar a nosso favor para avaliar se o lance em questão “merece” ou não todo aquele movimento no mercado.

Outra das vantagens, passa por ganhar posições de maneira a que sejamos os primeiros a ser correspondidos em determinada odd para fechar posição, diminuindo assim o tempo de exposição no mercado, que em algumas estratégias é um fator muito importante.

Por fim, mas não menos importante, conseguir um melhor preço do que aquele que está ser transacionado no exato momento. Em algumas estratégias, principalmente estratégias de scalping, 1 ou 2 ticks a mais fazem toda a diferença no resultado final.

Desvantagens:

É uma abordagem ao mercado que precisa de muita atenção e concentração, basta uma pequena distração para corresponderem as nossas stakes em momentos que são desvantajosos para nós.

Para além disso, necessita de uma stream com um delay dentro do razoável, pois não precisamos de estar à frente do mercado, mas precisamos de estar mais ou menos com o mesmo nível de atraso.

Para quem gosta de trabalhar vários jogos ao mesmo tempo, acaba sendo também uma desvantagem, pois esta é uma técnica que precisa total foco apenas num jogo.

Notas finais

Esta é uma técnica que me parece ser bastante vantajosa para os traders que, tal como eu, trabalham de forma mais ativa no mercado, conseguindo tirar valor não só da leitura de jogo, como também dos movimentos que o mercado faz em cada lance.

De ressalvar que esta é uma técnica mais avançada, não sendo por isso a mais indicada para iniciantes, pois requer alguma experiência no mercado e muita concentração.

E vocês, utilizam esta técnica de plantar stakes no mercado, no vosso método de trabalho?

Loved this? Spread the word


Diogo Gonçalves

Sobre autor

Chamo-me Diogo Gonçalves, sou português, faço trading em part-time e sou formado em Engenharia Elétrica e Eletrónica. Tenho cerca de 4 anos de experiência no trading esportivo e fui aluno do curso avançado do clube da aposta, lecionado por Nettuno e Roberto Tavares. O meu mercado preferencial é o match odds e o meu maior foco é nos principais campeonatos europeus.

Postagens relacionadas

Dois dias, Cinco Cliques – Desafio Cavalos Pré-Live

Ver mais

Desafio de 1k aos 10k – Inter, Juventus, Lazio, Real Madrid e ajuste da stake

Ver mais

Cadê meu RED? – Desafio Cavalos Pré-Live

Ver mais

Um mercado pouco explorado: Handicap Europeu

Ver mais

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked

  1. Mais um post de muito valor Diogo!!
    Esses movimentos mais frenéticos no mercado acontecem bastante em jogos aqui da américa do Sul também, mesmo em jogos com liquidez bem menores que os grandes campeonatos europeus. Talvez isso se deva pelo fato de terem muitos traders trabalhando em cima de delays mais curtos, ou com aversão a sofrerem ataques contra a posição, com isso o mercado acaba tendo bastante flow, visto que muitos fecham ou abrem posições em cada ataque de uma das equipes ou ao menor sinal de perigo. Um abraço!!

    1. Obrigado Renato! Também reparei nos movimentos dos mercados em jogos na América do sul, o mercado difere um pouco dos da Europa, mas devido ao horário é um mercado pouco explorado por mim. Talvez tente encaixar melhor esse horários e dê mais atenção. Abraço!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}

Se inscreva na newsletter do Dia de Trading

Recebas as atualizações dos principais conteúdo do blog, de acordo com as duas preferências de leitura. Preencha o formulário abaixo: