Um mercado pouco explorado: Handicap Europeu

Escrito por Vitor Nogueira

Um mercado pouco explorado: Handicap Europeu

Neste post, venho compartilhar um método que utilizo em um mercado pouco explorado da Betfair. Ao longo do artigo, irei mostrar mais sobre esta estratégia que tenho praticamente validada, e como vem sendo meus resultados no Handicap Europeu nos últimos meses.

Para quem não conhece, o Handicap é um mercado em que dá uma desvantagem de gols para o time em que você aposta, por exemplo: se entro a favor do Bayern de Munich no Handicap -1, é como se ele estivesse perdendo por um gol de diferença (0x1), então, precisaria de 2 gols do time alemão para o mercado da minha entrada ser vencedor (2×1).

E qual o motivo de utilizar este mercado? Muitas vezes temos equipes Superfavoritas em que as odds para o Match Odds estão “esmagadas” por ter uma enorme probabilidade de vitória. Tendo isso em vista, neste mercado podemos apostar que um time irá vencer por mais de “x” gols. Com o entendimento de que será um jogo em tese “mais fácil” neste mercado, pegamos uma odd mais alta que a do Match Odds para estar a favor do Superfavorito.

Sabemos que no trading, diferentemente do punting, se faço um back no -1 de alguma equipe e pego um gol a meu favor, pela oscilação de odd, a entrada pode me pagar cerca de 30 a 50% de lucro (sobre a stake), dependendo do momento do jogo e da equipe, mesmo ainda não sendo um mercado em tese “vencedor”. Fato que difere totalmente de uma casa de apostas que, após essa situação, não nos daria um cashout tão justo como em uma Exchange.

Eu, particularmente, costumo usar o método nestas ocasiões de times Superfavoritos com odds esmagadas no Match Odds, ou em situações que vejo claro padrão para a equipe marcar o próximo gol da partida. Muitas vezes deixo de pegar o primeiro gol em Back ao Favorito/Superfavorito por não ter uma leitura tão clara de jogo e acabo pegando o segundo gol no Handicap Europeu, se o padrão de jogo encaixar no meu método.

Uma grande referência que tenho nesse mercado, e que deixo aqui como sugestão para quem quiser se aprofundar mais, é o Gripen Trader. Eu não opero da mesma maneira, mas aprendi muito sobre esse mercado assistindo aos conteúdos dele. 

Jogos e situações onde utilizo essa estratégia

Como citei na introdução do texto, normalmente busco utilizar essa estratégia em jogos de times Favoritos e Superfavoritos, buscando o primeiro ou próximo gol se já estiver em vantagem. Nos mercados de -1 e -2, não costumo usar tanto o -3 por ser uma linha muito esticada em que o time teria que abrir uma grande vantagem para lucrarmos bem. Além desse mercado já ter uma menor liquidez.

É importante ressaltar que esses jogos de “Favoritos/Superfavoritos” devem ser dos principais times das grandes ligas europeias, por conta da liquidez. Caso contrário, você pode ficar preso no mercado ou tomar grandes reds pela oscilação das odds e falta de dinheiro proposto.

Vou deixar aqui o link de algumas partidas em que estive a favor neste mercado e que creio ter tido boa leitura do jogo, para quem quiser dar uma estudada. Seguem os links:

Spezia x Juventus (1° Tempo)

Sheffield x Man City (1° Tempo)

Leipzig x Schalke (1° Tempo)

Gestão de Stakes

1° Tempo2° Tempo
100% da stake (mesma do Match Odds)50% até os 65′

Como viram, uso a mesma gestão do Match Odds nesse mercado. Como a minha stake ainda não é alta, e prezo por jogos com maior liquidez (no Handicap), dificilmente fico “preso” no mercado. Mas penso que, futuramente, terei que usar outra gestão quando a stake aumentar ou até mesmo mudar de estratégia pela questão de não ter muito dinheiro no Handicap Europeu.

Meus critérios para estar no mercado:

  • Posse de bola ofensiva;
  • Finalizações/chances de gol;
  • Saída de bola tocada (sem balão);
  • Marcação pressão ou não recuada;
  • Recuperação da segunda bola;
  • Não tomar ataques perigosos (normalmente fecho se tomo 2 ou mais);
  • Stop Loss: 20% sobre a Stake (uso um stop loss maior, pois, às vezes, 10% se vão rapidamente nesse mercado, e a relação de red/green compensa);
  • Fechar: quando os padrões que me fizeram entrar mudarem.

    *Uso esse método quando: Odd do MO está baixa, time com muito padrão (massacrando) ou time próximo de marcar mais gols (na ocasião de já ter aberto o placar).

    *Em caso de pegar o gol: espero normalizar e tento fechar alguns ticks acima de onde estava a odd do back. Normalmente, volta uns 10 ticks acima se levarmos como referência.

    *Em caso de tomar o gol: fecho assim que o mercado normalizar. Aqui é preciso ter psicológico caso for operar com a stake cheia, pois o red normalmente é mais alto que no match odds e leva uma boa porcentagem embora.

Cuidado com os mercados sul-americanos!

handicap europeu
Exemplo de um jogo sem liquidez no Handicap Europeu, fiquei preso até o final dessa partida após ter pego os gols, pois não tinha onde ser correspondido para fechar a freebet.

Como deve ter visto ao longo deste artigo, a liquidez é um dos principais problemas nesse mercado, e por termos partidas menos exploradas na América do Sul, a tendência é termos um mercado com muito menos dinheiro proposto e transacionado e, consequentemente, as odds correm ainda mais rápido do que nos jogos que estou acostumado a operar. Portanto, dificilmente uso essa estratégia em partidas com menor liquidez. Não saindo o gol a nosso favor, a porcentagem do red é mais alta, ou mesmo saindo o gol as vezes, é mais difícil fechar em uma odd justa pela falta de dinheiro. 

Resultados nos últimos 3 meses (sobre a stake)

Setembro:  +154,91%

Outubro: +256,42%

Novembro: +207,34% (até o momento)

Esses são meus resultados no Handicap Europeu nos últimos 3 meses, ou seja, desde que entrei aqui no Blog. No primeiro mês, apesar de ter ficado 2 stakes negativo, a filial desta estratégia se manteve positiva.


Por fim, é isso. Se quiserem trocar alguma ideia sobre a estrategia ou sobre o mercado de Handicap, podem me chamar no Instagram @nogueira.vitorr. Espero que curtam o conteúdo sobre esse método e leiam os outros também, tamo junto galera!

Loved this? Spread the word


Vitor Nogueira

Sobre autor

Me chamo Vitor Nogueira, sou gaúcho de Porto Alegre, torcedor do Internacional e trader full time apesar de ainda não viver disto. Conheci as apostas esportivas há cerca de dois anos e há um ano e meio venho me dedicando ao Trading Esportivo, estudando os mercados da Betfair e validando meus métodos. Espero através do blog compartilhar um pouco das minhas experiências operando e contribuir com a comunidade.

Postagens relacionadas

Diário do Submundo – Erro em correções

Ver mais

Desafio de 1k aos 10k – Análise do 2º ciclo de 20 jogos

Ver mais

Teoria da Perspectiva e a aversão à perda nas apostas esportivas

Ver mais

Diário do Submundo – 4 cliques certeiros

Ver mais

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}

Se inscreva na newsletter do Dia de Trading

Recebas as atualizações dos principais conteúdo do blog, de acordo com as duas preferências de leitura. Preencha o formulário abaixo: