Como lidar de maneira saudável com as grandes perdas • Dia de Trading

Como lidar de maneira saudável com as grandes perdas

Perder e ganhar no mercado de trading esportivo é algo comum, porém em alguns momentos as perdas fogem do controle e variáveis das quais não estamos habituados. É nesse momento de aflição que o mercado nos testa, e o que fazemos diante da angústia da perda é o que vai determinar o que seremos no longo prazo dentro do mercado.

Muito mais do que mostrar ganhos estratosféricos, gosto de partilhar e ver que mesmo os traders mais lucrativos tem dias para serem esquecidos.

Na minha forma de trabalho, gosto sempre de buscar gols e estar exposto em lances favoráveis a minha posição. Como uma maneira de proteger-me do possível red de 100% da stake, acabo entrando fracionado no mercado, estando em exposição máxima apenas por poucos minutos, de preferência em bolas paradas, correções ou momentos que posso ganhar ticks de forma rápida no mercado.

De maneira geral gosto de me proteger de eventuais gols contra, trabalhando extremamente reduzido em situações que posso ficar exposto contra um canto, falta ou contra-ataques.

Pois bem, explicado de maneira geral o que faço vamos aos fatos do dia de hoje.

Milan v Udinese

Comecei trabalhar o jogo a partir da metade do primeiro tempo. Vejo um Milan sem criatividade e apático na partida. Era bem verdade que a Udinese não oferecia muitos perigos ao Milan, porém tínhamos clareza que o momento do favorito em campo não era bom. Passando alguns minutos, o principal atacante do time, Lucas Paquetá, sofre lesão e é imediatamente substituído; uma fração de segundos para tomar uma decisão rápida, e começo lançar lays a @1,81 e @1,82 na esperança que o mercado reagisse ao desfalque – estava com 100% dentro esperando a correção.

Passa o tempo, cerca de 3 minutos, e o mercado cria resistência na subida, até que lentamente acontece a movimentação a meu favor, e o Milan continuava sem atacar. De repente Milan pega a bola e depois daquele ataque sem perigo algum aparentemente, ganharia algo em torno de 10 ticks e estaria todo fora do mercado com um bom lucro.

Bola alçada na área a defesa bate cabeça e gol do Milan – algo em torno de 50% de red.

No momento pensei: “tinha valor minha posição, não fugi do meu método, então segue o baile”.

Villarreal v Barcelona

Depois de ver 4 gols passar diante dos meus olhos, o placar já estava em 2-2. Messi fora e a odd do Barcelona em torno de @2,10. Novamente, como movimento natural pensei em apanhar a descida da entrada do Messi em campo – coisa que para quem está no trading há algum tempo é um movimento comum.

E lá estava eu, entrando novamente na mesma situação de Milan v Udinese: buscando ticks de forma rápida, expondo um percentual alto para um bom retorno em poucos minutos.

Mas para minha surpresa o mercado já tinha precificado a entrada do Messi no segundo tempo, mesmo muito antes da entrada do craque. Custei a entender e comecei tomar uma invertida, relutei em fechar, e num contra ataque perigoso 3-2 Villarreal.

Barcelona, continuava por cima.

O que me restou da stake não perdida foi correspondida num back a @6,2 na esperança de um gol rápido de empate me limpar uma parte do prejuízo.

Contra ataque Villarreal, gol, 4-2 e lá se foi o resto de dignidade em forma de dólar.

Na hora me despedi do pessoal do TS. Encerrei o dia e fechei o mercado. Mas o que é ruim pode piorar. Nos grupos de Whatsapp o que se falava era da forrada no empate em 4-4. Na hora bate a angústia de não ter continuado a operar e talvez apanhado um livre 10/10 do Messi.

Porém vamos aos fatos.

Uma das minhas regras operacionais de gestão é a seguinte, se de alguma maneira me sentir pressionado emocionalmente ou financeiramente por perdas, encerro o mercado imediatamente ao preço atual e em qualquer cenário. É um dos gatilhos de proteção que desenvolvi ao longo do tempo.

“Ah mas podia ter pego o empate e feito o dia”. Sim poderia, ou então forçar uma situação e perder ainda mais, dormir de cabeça quente e quem sabe estragar várias semanas de trabalho.

Deixo aqui esse relato que pode servir para alguém que passou por situação semelhante. Esse é um recorte da visão de longo prazo, saber a hora de parar também faz parte do trading.

Como diz um amigo meu: “O bonde do mercado passa todo dia, tem jogo de futebol até dia 31 de dezembro, não estoure sua banca hoje”.

Foco, concentração, e back neles. Vamos aos greens!

Veja o dia a dia do Trader Profissional
de graça!

Se inscreva gratuitamente e receba em primeira mão todos os artigos do Dia de Trading e as principais novidades do blog no seu email

Sobre Paulo Sales

Me chamo Paulo Sales, 28 anos, palmeirense e caipira do interior paulista. Conheci o contexto do trading em 2016 e minhas primeiras experiências foram no mercado de gols, fazendo scalping no Under Limite. Porém sempre tive vontade de trabalhar no mercado Match Odds, e assim abruptamente fiz uma transição no começo de 2017 e tento me especializar cada vez mais. Somos eternos aprendizes e assim espero contribuir com o crescimento dos leitores.

4 comentários

  1. 👏👏👏👏👏👏

  2. Boa, Paulinho!

    Eu não trabalhei nesses jogos mas vi muito rage sobre esse jogo do Barcelona. Acho que o que mais pesa emocionalmente não é o red em si, é a oportunidade de que poderia ter revertido o red. Mesmo que não acontecesse, o emocional é traíra.

    Bom artigo! 👏👏👏

  3. Fala Paulo,

    parabéns pelo seu relato.

    Esse seu relato me ajudou a ver algumas coisa que tenho feito nas minhas entradas.

    Valeu…

  4. Fernando Fernandes da Silva

    Ufa ate que fim alguem veio movimentar esse maravilhoso blog de historias de trading pois eu ja estava sentido saudades. Obrigado ótimo relato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja o dia a dia do Trader Profissional
de graça!

Se inscreva gratuitamente e receba em primeira mão todos os artigos do Dia de Trading e as principais novidades do blog no seu email